Reflexão Semanal 

07.08.2020 

Convivência social

O ser humano desenvolveu meios de sobrevivência e defesa mediante a sua convencia social, isto deu-se de forma complexa, originando ao que intitulamos de sociedade, construindo valores específicos, respeitando os seus costumes e consequentemente produzindo cultura.

Sabemos que existem habilidades humanas inatas e instintivas de sobrevivência e preservação da espécie, como também, existem outras habilidades necessárias adquiridas no meio social, como a aprendizagem, a assimilação de um determinando conhecimento. Esse fator, não poderá dispensar a atuação educacional, seja metódico (caso da escola), seja menos formal, promovido pelo contexto familiar, meio comunitário e cultural no qual o individuo esta inserido.

As culturas humanas criaram formas específicas de interagir com a natureza para que os homens suprissem suas próprias necessidades, assim como para que pudessem interagir entre si. Dessa forma, este aprendizado é transmitido por meio de ações intergeracionais, mediante processos de socialização e de interação social. Isso significa dizer que uma condição de isolamento total de qualquer um de nós, desde o nascimento, impediria o desenvolvimento de características consideradas de fato, humanas. No distanciamento social, apenas as reações mais instintivas estariam garantidas.

Isso nos faz refletir na enorme importância da linguagem, no ato da comunicação, da mesma maneira como a necessidade de conhecer os símbolos convencionais do letramento como um todo. Os símbolos e as interações são importantes para a transmissão do conhecimento por meio da comunicação.

O ser humano busca o domínio das suas capacidades na sociedade, desenvolvendo suas habilidades, concedendo significado e sentido para suas ações, controlando seu tempo e seu espaço, fator essencial para a organização de sua vida. Assim, entendemos também que, criam-se culturas humanas as quais, constituem os sistemas de pensamento formal, gerando costumes, conhecimentos e saberes característicos dentro da sociedade, respeitando suas especificidades.

 

Dessa interação com o mundo ao seu redor, o homem produz e reproduz conhecimento e informação, exercício esse que permitiu o nascimento da ciência como produto do pensamento humano, fruto dessa ânsia por saber, por querer explicar, conhecer, dominar, querer transformar. Podemos dizer que o conhecimento produzido pelo homem começa a ser uma ferramenta para vida, para vencer obstáculos. Isso se atinge pela convivência social.

 


Cristina Nahum Rodrigues - Psicóloga


Silvia Adolfo - Assistente Social